Sarracenia

Sarracenia

FICHA DE CULTIVO – Sarracenias Adaptado do Artigo Extraído de FlytrapCare.com

sarracenia

Planta Carnívora Sarracenia leucophylla

Água – Use apenas água da chuva, água destilada ou água da torneira descansada por 4 dias.  Sarracenias necessitam de água muito pura.  Quando não estão em dormência, estas plantas requerem muita água. Mantenha o vaso sempre dentro de um recipiente com água, de modo que a água cubra de 1/3 a 2/3 do vaso, mantendo o substrato úmido ou até mesmo encharcado e evitando que o sol aqueça demasiadamente as raízes da planta. Sarracenias necessitam de grande exposição solar, mas, apreciam temperaturas amenas na região do rizoma/raízes.

Solo: Sarracenias requerem solos pobres em nutrientes e ligeiramente ácidos. Estas plantas não resistiriam a solos comuns, terra e substratos utilizados em plantas não carnívoras. Seu solo deve ser como o solo de seu habitat natural: ácido e quase sem nutrientes, umidade retentiva, mas bem drenado. Até você decidir quais dentre os vários tipos de ingredientes oferecem os melhores resultados em seu cultivo (a partir de pesquisa na Internet ou em livros, por exemplo), é melhor usar puro sphagnum (nenhum outro tipo de “musgo”) misturado com um mais ou menos a mesma quantidade de perlita expandida.

Vasos: Utilize vasos de plástico, que possuam um ou mais furos de
drenagem e com, pelo menos, 6- 8 centímetros de profundidade. Plante-as de modo que as raízes fiquem completamente enterradas e o rizoma levemente enterrado, mas, de modo que sua parte superior esteja parcialmente exposta à luz solar, que estimular o crescimento dos jarros.

 

sarracenia

Planta Carnívora Sarracenia purpurea

Sol: Sarracenias são amantes do sol, e, em geral, quanto maior a exposição à luz do sol, mais saudáveis elas serão. No entanto, se os lados dos vasos esquentarem demais em pleno sol, tentar reposicioná-las de forma a resfriar o vaso e evitar o superaquecimento das raízes. Uma maneira de fazer isso sem privar a planta do sol que quer e precisa, é colocar o vaso em que está plantada dentro de outro recipiente maior, com perlita preenchendo o espaço entre os dois para isolar o recipiente interior. Outra maneira é plantar o exemplar em um recipiente de isopor ou em um vaso de espuma de poliuretano. Manter a quantidade de água do recipiente bem equilibrada de tal forma que resfrie o substrato e o vaso também será uma medida eficaz no controle da temperatura.

Fertilizante: Não! Nunca! Embora os produtores experientes possam ocasionalmente fertilizar Sarracenias usando técnicas especiais, como a alimentação foliar ou derramando fertilizante diluída nos jarros, Sarracenia provavelmente morrerão quando fertilizadas por cultivadores iniciantes, pela mesma razão que eles geralmente morrem com a água da torneira: muitos minerais e produtos químicos. Estas substâncias queimam as raízes das plantas, causando feridas que são uma porta para infecções e doenças que, rapidamente, levam a planta à morte. Sarracenias obter toda a nutrição que eles precisam do sol (através da fotossíntese como qualquer planta) e dos insetos que capturam. Plantas saudáveis em ambiente externo, sempre obterão sucesso na caça às suas presas e deverão fazer isso sozinhas, como na natureza, sem interferência humana. Na verdade, Sarracenia são caçadoras experientes e até o final de um período de crescimento, às vezes, o jarros ficam completamente cheio de moscas, vespas e abelhas! Se você quiser, você pode alimentá-las capturando moscas ou outros insetos
mas provavelmente eles vão pegar tudo que eles precisam por conta própria. Atenção: Nunca introduza alimentos humanos (pão, carne, massas, ou qualquer outra coisa que não seja um inseto) dentro dos tubos de sua planta. Alimentação incorreta também prejudicará seriamente sua Sarracenia, podendo leva-la à morte.

Dormência: Sarracenias deve ter um período de descanso de alguns meses a cada ano. Quando os dias se tornam mais curtos e mais frios no outono, as plantas começam a diminuir seu crescimento. Algumas espécies de Sarracenia, como os leucophylla e híbridos de leucophylla, lançam seus melhores tubos pouco antes de dormência. Durante a dormência as Sarracenias reduzem sua necessidade de água em abundância, principalmente em locais frios, em que a temperatura pode chegar a níveis negativos ou próxima de 0 graus. Durante a dormência, muitos dos jarros secarão. O aspecto da planta poderá se tornar bastante desagradável. Deixe para podar os tubos secos apenas agosto ou setembro, no começo a primavera. Ao cortar os tubos secos, você vai permitir que a luz solar atinja o rizoma de novo promova o crescimento de novos jarros. Quando
a primavera chega, a sua planta apreciará ser exposta a condições mais quentes e regadas com mais frequência novamente, ao longo da nova da estação de crescimento. ATENÇÃO: A dormência é um processo genético e intrínseco à natureza da planta. Desaconselhamos processos de indução e exposição da planta a condições artificiais de refrigeração. A natureza se adaptará às condições de cultivo e, mesmo que no primeiro ou segundo ano sua planta tenha alguma oscilação no período de dormência, este será regulado ao longo do tempo.

Você está no seu caminho!
Se você seguir as dicas acima, você estará no caminho certo para o cultivo de Sarracenias saudáveis! Trate seu exemplar com muito carinho e será recompensado muitas e muitas vezes com a beleza e resplendor deste gênero, que é uma verdadeira obra de arte da Natureza!

Está com dúvidas? Entre em contato pelo Fale Conosco.

Caso queira comprar Plantas Carnívoras, acesse Onde comprar Plantas Carnívoras.